Antígua e Barbuda: história e praias

Minha primeira viagem internacional (e de avião) da vida foi para uma ilha bem pequenininha do Caribe: Antigua e Barbuda. Fui em 2009, a trabalho, abrir a nossa embaixada por lá, e passei 45 dias na ilha. Trabalhei muito, mas também aproveitei muito a oportunidade!

Em outro post falarei sobre como essa experiência foi única na minha vida e todas as curiosidades, já que essa viagem envolveu tantas “primeiras vezes” da minha vida… Mas, por enquanto, vou contar, nesta primeira parte de dicas de viagem, um pouco sobre a ilha e as praias que conheci por lá.

Antígua e Barbuda é um dos países independentes do Caribe, composto por duas grandes ilhas e várias outras ilhotas. O país foi descoberto por Cristóvão Colombo e colonizado por espanhóis e franceses, sucedidos pelos britânicos, quando estes o comparam, em 1667. O país esteve, então, sob soberania britânica até sua independência, em 1981. Antígua e Barbuda é membro da Comunidade e Nações e a chefe de Estado é a Rainha Elizabeth II. O poder executivo fica nas mãos de um primeiro-ministro, que é chefe do governo. A língua oficial é o inglês.

Na época da minha estadia, a ilha inteira tinha cerca de 70 mil habitantes. É possível dar a volta ao redor da ilha, de carro, em pouco mais de uma hora. A capital, St. John’s, é uma cidade bem pequena e muito bonitinha, e é lá que fica o porto que recebe os grandes navios de cruzeiro que a ilha recebe praticamente todos os dias.

A economia depende, principalmente, do turismo. Antígua também é grande produtora de cana-de-açúcar e rum! E o rum deles é maravilhoso!!! Passei meus dias tomando rum punch, cuba libre e tudo mais que tinha direito!

Normalmente, os turistas chegam a Antígua de navio, nos vários cruzeiros que, normalmente, saem de Miami e passam por várias ilhas do Caribe. Os cruzeiros podem ser temáticos, para famílias ou grupos específicos e têm duração variada, dependendo do número de ilhas em que passam.

Os navios atracam no porto de St. John’s, e os turistas têm o dia todo para aproveitarem a ilha. Acredito que a estadia na ilha é livre, podendo os viajantes escolherem entre passeios que eles mesmos fazem por conta ou contratar passeios guiados. Como não fui de cruzeiro, não sou a melhor pessoa para explicar como funcionam, mas tive contato com alguns turistas que me disseram mais ou menos o funcionamento dos passeios.

A ilha também é destino de muitos casais em lua de mel ou famílias em busca de férias mais tranquilas na praia. São inúmeros os hotéis nas incontáveis praias da ilha. Eu mesma fiquei em um hotel pertinho de Dickenson Bay (uns 5 minutos caminhando). O meu hotel tinha um público bem variado, muita gente em viagem a trabalho, como eu.

A vista do restaurante do meu hotel

Na praia em si, havia um hotel luxuoso que tinha muitos casais (muitos fazem o casamento na praia, eu vi vários nos meus dias por lá) e, mais adiante, um hotel com mais famílias hospedadas. Eu, conversadeira que só, ia para a praia perto das famílias e fazia amizade com todo mundo, claro!

Mas afinal de contas, o que fazer nessa ilha tão pequena?

A ilha pode ser pequena, mas as opções de passeio são infinitas! Nesse post, vou me dedicar a contar sobre as praias que conheci. No próximo post falarei um pouco sobre passeios e vida noturna!

A ilha não possui nenhum rio, mas conta com 365 praias! Isso mesmo, uma praia para cada dia do ano! Cada praia é mais bonita que a outra e a água pode mudar de tonalidade de azul dependendo do lado em que estamos na ilha, portanto, cada praia é única! Eu conheci algumas, que listo a seguir:

  • Dickenson Bay

Localizada no noroeste de Antígua, é a praia onde eu “morava”. Acredito que não precisarei dizer que a água do mar é lindamente azul e cristalina, né? É assim em todas as 365 praias!

O interessante de Dickenson Bay é a estrutura. A praia possui vendinhas, vendedores de artesanato, opções de comida e bebida, além de possibilidade de se alugar guarda-sol e cadeira de praia (acredite, não é em toda praia que se encontra isso!).

As muitas barraquinhas coloridas de Dickenson Bay

Como eu disse, há vários hotéis na área e muitas opções de restaurantes, bares e cafés na própria praia, onde você vai sentar para comer e beber, literalmente, com o pé na areia. Como eu fui em 2009, não sei se os lugares continuam os mesmos, se fecharam, abriram, ou mudaram de nome. Com certeza muita coisa deve ter mudado. Mas garanto que Dickenson Bay é não apenas o lugar para aproveitar a praia durante o dia, como para aproveitar o jantar e os drinks da noite… Nunca vai decepcionar!

  • Valley Church Beach

A praia fica em Jolly Bay, no oeste da ilha, e, obviamente, é linda. Também conta com boa estrutura, possuindo cadeiras e guarda-sois para aluguel. Também conta com opções de bares e restaurantes.

Eu não precisei de nada disso, porque minha experiência na praia foi bem local! Fui convidada para passar o dia em Valley Church com a família de um dos funcionários do hotel onde eu estava e foi muito legal! O pessoal por lá gosta da boa e velha farofa! Então encostamos os carros, abrimos as tendas e cadeiras de praia e preparamos o churrasco na praia mesmo! Foi um dia delicioso com sol, mar, novos amigos, comida boa e muita risada!

A nossa farofa!
  • Turner’s Beach

Também no oeste de Antígua, ao sul de Jolly Bay, essa praia já começa a entrar para o grupo de mais tranquilas e com menos “estrutura” da ilha. Coloco entre aspas, porque a questão da estrutura é interessante pela praticidade, mas uma praia praticamente deserta é o paraíso.

Turner’s Beach tem uma água azul turquesa incrível e possui apenas um hotel e um pequeno bar/restaurante. Na praia, há tendas fixas bem bonitinhas, que dão um charme à paisagem e garantem uma sombra para quem não quer ficar o tempo todo no sol.

  • Half Moon Bay

Se você é das pessoas que, pensou em Caribe, pensou em praia deserta, Half Moon Bay é seu lugar! A praia fica no sudeste de Antigua e possui ZERO estrutura. Nada. Nem um vendedor de água de coco.

Mas digo com toda a certeza que é a praia mais bonita da ilha e uma das mais belas do mundo! Então não pense duas vezes antes de montar seu cooler com todas as bebidas que quiser, arrumar a cesta com almoço, lanches e tudo que for comer e fazer a deliciosa farofa em um dos lugares mais lindos que você verá na vida!

  • Darkwood Beach

Primeiramente, ir a Darkwood Beach foi uma aventura bem da louca. Meu amigo Diogo (que havia chegado para me substituir na embaixada) e eu resolvemos ir A PÉ de “casa” até St. John’s para, então, pegar o ônibus para a praia. Pareceria uma ideia ok se não fossem 5 km de distância! Andamos, andamos e nunca chegava! Mas foi bem divertido. Quando estávamos perto da cidade, um ônibus nos “resgatou” e conseguimos chegar à estação central de St. John’s. Lá, pegamos um ônibus para Darkwood Beach.

A praia fica, também, no oeste da ilha, bem perto de Turner’s Beach. É muito bem servida de bares, restaurantes, banheiros e serviços de aluguel de cadeiras e guarda-sol. Bem turística e muito linda!

No próximo post, como citei anteriormente, vou falar um pouco sobre os passeios e a vida noturna da ilha! Até lá!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s