Mais um blog?

IMG_7A7AF6EC99A8-1
Fábrica de vidros reciclados Kitengela – Nairóbi – Quênia (2015)

Muitas coisas me levaram a criar este blog. A primeira delas é meu amor por escrever. Às vezes, tenho dificuldade de achar o tempo para isso, mas é uma atividade que sempre me agradou.

A segunda é que eu adoro contar histórias. Sempre gostei de falar sobre as coisas engraças, bizarras, interessantes que acontecem comigo nessa vida, em cada canto do mundo. Eu adoro dividir minhas experiências e conhecer a experiência dos outros. E, justamente por ter tanta história boa para contar, sempre quis ter um meio de juntar tudo para poder lembrar dos detalhes e dividir com quem quiser. Quantas vezes já ouvi: “Renata, você precisa escrever um livro!”. E decidi que preciso mesmo começar a escrever antes que comece a me esquecer dessas aventuras.

A terceira é que eu sempre tenho amigos e conhecidos me pedindo dicas de viagem. Para alguns destinos, eu já tenho até uns guias prontos. E, indo pelo mesmo caminho das histórias, quero poder registrar e dividir tudo que vejo por aí e que pode servir como guia para quem, como eu, tem sede de descobrir o mundo.

A quarta é uma coisa que acabou caindo na minha cabeça de uma hora pra outra e hoje me faz feliz, porque posso ajudar algumas pessoas. Há algum tempo, muitos concurseiros para o MRE me procuram para saber um pouco mais sobre o ministério, como funciona, como é o concurso. Eles me seguem para saber como é a vida de um servidor do serviço exterior, como é meu dia-a-dia. E essa “procura” acabou por me trazer muitas pessoas legais, que se tornaram amigas virtuais (e, em breve, reais e colegas de trabalho). Conheci muita gente boa nas redes sociais. E, já que me pedem tanto, também vou registrar aqui algumas especificidades da nossa vida de serviço exterior.

Além de tudo isso, eu sempre amei criar. Desde pequena toco piano, faço trabalhos manuais, pinto, escrevo. Tudo que envolve criação me interessa e é uma terapia.

Por isso tudo, decidi criar este blog. Para poder criar conteúdo, dividir minhas experiências, dar dicas de viagem, contar histórias engraças e, principalmente, continuar fazendo amigos nessa internet, que pode ser tão mágica e juntar tantas pessoas.

Vai ser uma mistureba de assuntos? Acho que sim. Mas vou tentar organizar da melhor forma, para que cada um ache o que mais interessa e para que possamos, sempre, trocar ideias e experiências.

Sejam bem-vindos… E espero que gostem!

6 comentários em “Mais um blog?

    1. Oi, Bárbara!

      Para assistentes e oficiais de chancelaria, o tempo mínimo em cada poste é 2 anos e o máximo 5. Por mais que a gente goste da cidade, somos automaticamente inscritos no primeiro plano após completarmos 5 anos de posto (dependendo das datas, às vezes dá pra ficar uns 5 anos e meio).
      No caso que você conhece, pode ter sido uma das duas coisas:
      1. a pessoa era servidora do MRE e se aposentou enquanto estava no posto e depois fez prova para auxiliar local.
      2. a pessoa era auxiliar local e acabou, depois de muito tempo, sendo enquadrada como servidora do MRE (o que acontece em raras vezes).

      Se não for em nenhum desses dois casos, não dá pra ficar muito tempo no mesmo posto.
      Para diplomatas, o tempo máximo é de 3 ou 4 anos, dependendo da classificação do posto.

      Abraços!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s